Error. Page cannot be displayed. Please contact your service provider for more details. (12)

Posts por Categoria

Você está vendo todos os posts publicados na categoria Blog.

De antemão, já quero dizer que estou ciente que a maioria, senão todos, vão descer logo até o resultado. Tudo bem, já sofri esse mal de ansiar para ver meu nome ali.
Mesmo assim, na esperança que alguém veja a lista e volte para cá, ficam minhas considerações.
Tenho certeza de que cada um de vocês lembram de todo o caminho desde o primeiro dia de apresentação da ONG com tantos desconhecidos em cima e embaixo do palco, até o último dia da Capacitação Teórica e Prática (CTP, pra quem não sabe.), onde essa família está formada. Com certeza, a impressão da velocidade da passagem de tempo de cada um desde o primeiro dia que descobriram que iam ser longas oito semanas; hoje tende a passar a ser relampejantes oito semanas.

Agora, iniciamos uma nova etapa. Não menos importante, nem muito menos desinteressante. Pelo contrário, vocês hoje, começarão a colocar efetivamente em prática tudo o que foi visto e estudado. Todo o desenvolvimento interior de cada um foi para nós, capacitadores e membros da formação desse treinamento, revigorante. Cada novo raio de luz dos olhos de vocês nos fez aprender muito nesse tempo em que estivemos tentando compartilhar o que vivemos com vocês. Esperamos com muito carinho que tenhamos acendido a chama do voluntariado e do cuidar do outro. Seja dentro da ONG Risonhos ou mesmo em qualquer lugar, passando a sermos mais humanizados e atenciosos com o nosso meio.
Temos mania de ter pressa. É normal. O cotidiado é esmagador e se não corrermos atrás dos nossos sonhos e batalharmos pelo que queremos, com certeza, ficamos pra trás. Com toda essa rotina automática, acabamos deixando o cuidado e o amor de lado. O amor principalmente, em todas as suas formas. Esperando que tenhamos os ajudado a respirar melhor, a viver mais e a conseguir enxergar novamente com clareza o que nos rodeia, os deixamos com o agradecimento por nos ajudar a manter essa chama do voluntariado acesa. Vocês que mantém esse objetivo. Vocês que mantém a responsabilidade de espalhar a humanização em todos os cantos e contextos.

Pois bem, nossa segunda fase começa com os quinze primeiros chamados. Agora é a hora de ver e colocar em prática tudo o que estudamos. Se deslumbrar e se encantar com a descoberta crescente do nosso palhaço em ação. Descobrirão o verdadeiro motivo de continuar e efetivamente onde ajudar a tornar o ambiente hospitalar/institucionalizado mais leve, a vida mais leve. Somos nós que levaremos, talvez, o único sorriso do dia daquela criança. Talvez sejamos as únicas pessoas que conversarão e as olharão nos olhos, perguntando como ela se sente. Seremos, de fato, a diferença que tanto defendemos para o mundo. Mesmo ainda em treinamento, vocês serão agentes da transformação. Só depende de vocês.
Com o sentimento de que somos eternos aprendizes e gratos por cada um dos seus sorrisos que tanto nos fizeram ter cuidado em cada uma das tardes em que estivemos presentes, quero pedir que essa chame não se apague. O sentido do ser voluntário e de ser semeador de algo bom em cada uma das pessoas a nossa volta só nos faz crescer.
Obrigada novamente a cada um desses novos narizes e vamos lá pra nossa próxima fase!

Por Angel Alice

Caso seu nome não esteja entre os quinze, sabemos o quão angustiante pode ser esperar mais alguns meses para finalmente iniciar a segunda fase, mas não desanime, preparamos uma agenda cheia de reciclagens, encontros de integração e atos no abrigo que você pode e deve fazer parte.

11195432_830136417061790_1546990444_n

Atenção aos próximos passos para os classificados para a Risidência 2015.1:

28/4 – Será dado acesso interno em nosso fórum aos 15 primeiros colocados (o pré-palhaço precisa se cadastrar no fórum);
29/4 e 30/04 – Os 15 pré-palhaços devem preencher o cadastro unificado e colocar sua disponibilidade de Maio;
1/5 – Reunião com os 15 pré-palhaços para explicar sobre nosso fórum, administração, como será a “Risidência” e assinatura do termo do voluntário.

Bem-vindo ao Novo Site da Ong Risonhos. Esse é Nosso Primeiro Post depois da Nova Roupagem.

O site foi reformulado para ter um visual mais limpo, mais moderno, com tecnologia mais atual do que a que vínhamos utilizando. Mudanças são sempre bem vindas. Tudo cheirando a roupa nova, novos espaços de leitura, nova organização de menus, novo Blog interligado com todas as mídias socias que estamos atuando no dia a dia.

Agora você pode comentar nossos posts utilizando sua conta de Facebook diretamente na postagem, interagindo mais facilmente conosco. A novidade maior fica por parte da flexibilidade do layout responsivo que estamos adotando.
E o que é isso?
Nosso novo site vai se encaixar automaticamente no dispositivo de quem está acessando, seja PC, celular, tablet, etc). E quando estiverem acessando o site através de algum dispositivo móvel, smartphone ou tablet e quiserem compartilhar algum post que gostaram com contatos ou grupos do tão conhecido aplicativo Whatsapp? Interligamos nosso site ao aplicativo e agora você vai poder compartilhar tudo com a maior facilidade, basta um click!

Achou algum erro? Alguma tela não carregou bem no seu navegador do computador, smartphone ou tablet? Nos dê o feedback e colabore com o nosso novo site! Aproveitem, foi tudo feito com muito carinho, atenção para todos que apoiam e disseminam a nossa causa!

Olá,

Passando só para te lembrar de levar todos os itens pedidos nos material de leitura!
E não esqueça de levar um espelho para te ajudar na maquiagem e tudo mais o que vc for precisar ;)

espelho-resina-combers-laco-medio-verde

Te esperamos no mesmo horário e local!
Estamos ansiosos em ver vocês! <3

Olá!

Nós voluntários estamos sempre em processo de aprendizagem no nosso trabalho e, nesse processo, temos o auxílio de pessoas maravilhosas e cheias de afeto, como o Neto Holanda, que no dia 14/03 nos presenteou ao abordar o tema: “O PALHAÇO E A HUMANIZAÇÃO QUÂNTICA”.

1010152_469087836573279_5357085783472502259_n

E ele deixou um recadinho para nós:

“Não tem coisa mais linda do que um espontâneo casamento entre a razão disciplinada e emoção manifestada. Só agora consigo digerir a ideia de que palhaços e ciência podem ser bem parecidos, mesmo que seja a alucinada física quântica! No seminário, vivenciamos o invisível no visível e aprendemos que elétrons são bem mais úteis do que nos mostraram nas aulas do ensino médio! “O palhaço quebra as expectativas” – repeti com frequência –, ele transforma a realidade e quem quer que interaja com ele num co-criador de realidades. Nesse dia extraordinário, criamos com nossas experiências um universo de possibilidades e demos saltos quânticos rumo ao melhor do já que existe em nós. Foi bom sentir a fluidez das energias correndo pelas veias além do próprio sangue, foi bom sentir os indícios de uma cura interior despontar suavemente no coração… E é bom recitar o mantra sagrado do meu muito obrigado a cada espírito que, com amor, me acolheu. Um grupo curioso, mas cuidadoso; uma equipe aberta e franca – e não menos crítica: é bom encontrar bons parceiros de espécie como a galera da Risonhos. Abraços em todos!”

10993475_866946233328271_2274171291940991892_n

E, para quem quiser conferir o seu trabalho, ele estará em cartaz a partir da sexta-feira (3) o espetáculo: “Pedro que horas são?”, em Maracanaú – CE.

13201_884477678241793_5568912573940071491_n


“Suor, calor, rotina, cobranças, trânsito, relacionamento… falta de tempo, de dinheiro… e de autocuidado. Pedro é um jovem rapaz que desenvolveu uma curiosa doença: o mal de Pallal. Seus olhos pestanejam involuntariamente, seus braços não lhe obedecem no tempo correto e uma estranha percepção do tempo parece perturbá-lo irritantemente. Pedro confronta-se consigo mesmo em todo momento, tenta adequar-se ao mundo que o concebeu, mas o mundo insiste para que Pedro corra, que Pedro lute, que Pedro acorde, que Pedro durma – tudo em horários predeterminados. Nada parece funcionar… Esse jovem tem outro ritmo, um Eu próprio, um amor-próprio, uma vida para viver. E agora, o que fazer? Abu e Lume tocam a consciência com firmeza e poesia e instiga a uma reflexão sobre âmago do que significa a palavra liberdade.”

10, 15 e 17 de abril, no Teatro Dorian Sampaio – Maracanaú-CE, 17h30, R$ 8 / 4.

Neto, você disse que estará de braços abertos para quando quisermos te procurar. Nós te dizemos a mesma coisa: a ONG Risonhos estará sempre de braços abertos também.

GRATIDÃO <3

Para começar essa semana supimpa já está disponível o material de leitura para o nosso 6º encontro!

Para acessá-lo clique aqui

Bons estudos! Queremos todos afiados para sábado hein?!
Aguardamos vocês no dia 28/03 (Sábado) no mesmo horário e local.

Olá! :)

Então, ficamos sabendo que algumas pessoas não conseguiram fazer sua inscrição devido algum erro nos link’s do edital e formulário de inscrição. Identificamos e informamos que o erro aconteceu pelo site utilizado para encurtar a url dos mesmos.

CHAMADA

Nós da ONG Risonhos pedimos desculpas pelo transtorno causado pela falta de acesso aos link’s para nossa Entrada de Novos Voluntários.

Voltamos a dizer que havendo qualquer problema ou alguém que saiba das inscrições só no dia da nossa primeira reunião, podem se inscrever no local no dia 22 de fevereiro.

Agradecemos a compreensão de todos e nos colocamos sempre a disposição para quaisquer dúvidas.

Link edital: https://drive.google.com/…/0B5mUEaFcdrOHOVZ1VnNNQW93Q…/view…

Link formulário: https://docs.google.com/…/1JPblA3LM7UK8roBkjHFIndX…/viewform

Caso mesmo assim você não consiga fazer sua inscrição, comente aqui e nós entraremos em contato ou mande email para participe@risonhos.org e tentaremos ajudá-lo o mais rápido possível.

Ah! E não esqueçam: O último a entrar, deixe a porta aberta!

A espera acabou! Começou o processo de admissão para novos voluntários da ONG Risonhos. As inscrições online vão até dia 21 de Fevereiro. A primeira reunião será no dia 22 de Fevereiro, ainda iremos confirmar o local, muita calma nessa hora, avisaremos com antecedência para você não deixar de ir. Não se preocupem, no dia 22 iremos esclarecer todas as dúvidas que surgirem.

CHAMADA

Não haverá taxa de inscrição a ser paga, entretanto, estamos com uma campanha de arrecadação de água e pedimos sua colaboração para trazer um garrafão de 5 (cinco) litros.

São condições básicas para Inscrição: ter no mínimo 18 anos, residir na região Metropolitana de Fortaleza, falar fluentemente o português, caso seja de origem estrangeira, e poder doar seu tempo aos sábados e domingos para as atividades da ONG. Para mais informações, leiam nosso edital com toda a calma do mundo (http://migre.me/osJIq)

As inscrições são feitas através do formulário que pode ser acessado pelo link (http://migre.me/orI6q). Lembrando que, no decorrer do processo, toda comunicação será feita por email ou pelas redes sociais.

Tudo que você precisa saber sobre a convocação será postado aqui no blog.

Se você tiver alguma dúvida, entra em contato conosco pelo email: participe@risonhos.org

Ah! E não esqueçam: O último a entrar, deixe a porta aberta!

 ————————————————————-

ATENÇÃO PARA QUEM NÃO CONSEGUIU SE INSCREVER NOS LINKS ACIMA

“Nós da ONG Risonhos pedimos desculpas pelo transtorno causado pela falta de acesso aos link’s do edital e formulário de inscrição para nossa Entrada de Novos Voluntários. Informamos que o erro aconteceu pelo site utilizado para encurtar a url dos mesmos. Já resolvemos o problema,os links seguem abaixo. Agradecemos a compreensão de todos e nos colocamos sempre a disposição para quaisquer dúvidas.”

Se você ainda não conseguiu se inscrever avisa a gente através de comentários aqui que nós vamos tentar te ajudar ;)

Olááá,

você pode não saber, mas janeiro está sendo um mês animado pra nós! ;)

Só para começar bem, deixa eu te contar do nosso primeiro “ME CHAMA QUE EU VOU” (MCQV)…
Mas, peraí tia Jéssika, o que é “ME CHAMA QUE EU VOU”?


Nós, RiSonhos, sentimos a necessidade de termos momentos de interação entre os voluntários fora dos atos. Como nosso grupo é bastante diversificado, muitas vezes não temos tempo para trabalhar nossa comunicação interna. Então, é nessa hora que a gente conta nossas experiências, fala da vida e troca umas ideias, sabe?


Pois voltando: No dia 10 de janeiro, nós tivemos mais um MCQV e pra começar com chave de ouro, o voluntário Leandro de Oliveira (organizador oficial do MCQV) nos trouxe a Oficina: “Danças circulares, uma estratégia de educação popular para diminuir as fronteiras e fortalecer os vínculos” com a presença ilustre do Arte-Educador Zeca Gonçalves que veio especialmente de Sobral/CE só para passar essa tarde com a gente. Muito especial, não é?


Ok, tia Jéssika, MAS, O QUE SÃO DANÇAS CIRCULARES?


“As Danças Circulares fazem parte de um movimento de dança contemporânea que surgiu com Bernhard Wosien (1908-1986), bailarino polonês/alemão, professor de danças e pintor. Eles e outros artistas da dança no século XX viveram uma época de experimentação e grande liberdade de criação de métodos e maneiras de se trabalhar com o corpo em movimento.


Algumas dessas propostas, como a das Danças Circulares, são responsáveis por uma grande democratização e expansão da dança por todo o mundo, agregando em suas práticas pessoas de diversas tradições culturais, de vários povos, de todas as idades, gêneros, etnias e grupos sócio-econômicos. Na vida cultural brasileira, as danças de roda possuem presença marcante, com tradições ancestrais marcadas pela mistura e hibridismo de influências indígenas, afro-brasileiras e europeias.


As Danças Circulares são conduzidas ou focalizadas por uma pessoa chamada de focalizador/a, geralmente alguém que estudou ou adquiriu alguma formação em um grupo de convívio regular ou ainda em cursos livres ou profissionais sobre essa prática, abordada como parte da história da dança e das artes. Seu papel é o de ajudar as pessoas a interagir, a conviver em grupo, a vivenciar as danças numa roda ou círculo, explicando sobre os sentidos das músicas e coreografias escolhidas, ensinando alguns passos que serão dançados coletivamente, assim como acerca da história e da filosofia da dança e das Danças Circulares em particular.


Nas Danças Circulares o que importa é que o grupo vivencie as danças, sejam estas meditativas, folclóricas e/ou contemporâneas, respeitando a forma como cada um coloca seu corpo em movimento e em diálogo com a presença das outras pessoas, buscando uma experiência de integração, em que emerge uma prática coletiva na qual as individualidades também têm seu espaço e seu papel.

 

Dessa forma, pode ser vivenciada por todos que quiseram participar dela, transformando e/ou reconhecendo como sujeitos da arte e da cultura as pessoas comuns, não apenas artistas ou bailarinos profissionais.”


Fonte: https://dancacircularufabc.wordpress.com/o-que-sao-dancas-…/
Texto de: Andrea Paula dos Santos

10425492_936678576343297_4565389631220049315_n


Agora, a seguir, algumas palavras do nosso focalizador Zeca Gonçalves:


“Sempre um prazer compartilhar as danças circulares dos povos e sagradas, encontrar um coletivo que tenha o interesse de se aproximar dos saberes e práticas que se expressa na diversidade musical e gestual das danças é sempre uma grande honra, os objetivos são múltiplos: cultura de paz, humanização, afetividade, cuidado e respeito por todos os seres vivos e sua caminhada sagrada nesse mundo, encontrar a ong Risonhos e perceber que esses princípios são valorizados e já desenvolvidos pelos integrantes foi de grande beleza, coletivo unido pelo respeito e amor ao próximo…desejo sorte na caminhada….Dias risonhos a todos….”

 


Ficou curioso(a)? você pode ler mais sobre Danças Circulares aqui:https://dancacircularufabc.wordpress.com/

 


Jéssika Karoline.

Sabe aqueles dias em que você acha que não vai dar rock e está no lugar mais por obrigação do que vontade própria? (o que é muito feio de admitir levando em consideração onde estava e para quê estava – mas lembre-se: besteirologista também é gente).

Então, estava num dia desses.

Cheguei, passei meu batom vermelho rubi, coloquei meu jaleco e subi para o meu andar. Primeiro quarto e eu pensando: ” hum… o que vamos encontrar hoje?”
Quando dou por mim, lá estava ela, caladinha deitada na última cama do lado esquerdo bem pertinho da janela: A GAROTA MAIS CORAJOSA DO MUNDO.

Sim, ela estava lá, bem na minha frente com seus preciosos 10 anos de idade. Não tinha holofotes, nenhuma placa ou repórteres da tv, mas eu sabia que era ela e sabe por que? Ela não chorava.

Não que seja errado ou fraco chorar… Eu mesma choro litros toda vez que bato meu dedinho do pé na quina da mesa (o que acontece quase que diariamente), e nesses anos de profissão já vi muito choro: de dor, de raiva, de medo, de birra; mas dela nada surgia.

A enfermeira estava trocando sua sonda (um saquinho que ficava na barriga – para os leigos) e eu vi que ela fazia uma ou duas caretinhas, mas mantinha-se tranquila. Ela sabia que aquilo era necessário ou talvez para manter-se forte na frente da mãe, que por sua vez, já demonstrava as primeiras lágrimas.

Na frente de tanta nobreza, mantive-me forte também. Era o mínimo que eu poderia fazer. E resolvi contar da emocionante aventura da minha cicatriz na barriga (bem menor que a dela). Ela não acreditou muito no acontecido (a minha luta com três ninjas mascarados…) Acabei abrindo o jogo que tinha sido uma apendicite. Mas tudo bem. O importante foi o sorriso que ela me deu e a vontade de fazer cada vez mais o meu melhor.

Obrigada Milene Você não sabe a dose de coragem que você me deu.

Dra Kajuína com K.

‪#‎sourisonhos‬

Fonte: Internet

Fonte: Internet

Olá, bonitos e bonitas!

Voltamos a ativa! Reservamos dezembro para visitar os parentes, comer as delícias natalinas e tirar um folguinha; mas já tem novidade boa vindo aí! Fiquem de olho!

Para começar com pé direito, deixa eu te contar uma coisinha: Janeiro marca o aniversário da ONG!!! hahahah aposto que você não imaginava! Pois sim, é nosso aniversário e completamos 7 anos!

fhgkh

Ao longo desses anos tivemos tantas histórias… E muita gente bacana já passou por aqui! Então, toda semana durante esse mês, vocês vão ter um depoimento cheio de carinho de ex-voluntários! Sendo assim, vamos começar com o depoimento da querida Marta Freitas.

unnamed

“Eu conheci a Ong Risonhos através de uma amiga. Acho que muitos entram na ong assim, geralmente um amigo indica, ou fala do quanto é legal. Enfim… aí você vai conhecer e ver no que vai dar.

Na verdade, o que ninguém sabe é que entrei na ong depois que passei por um momento trágico em minha vida, em que alguém que considerava importante havia morrido e, de certa forma, eu queria fazer o bem e levar um pouco de alegria às crianças assim como outro grupo provavelmente tinha feito para essa garotinha que estava junto de Deus.

Depois foi que de fato conheci a Ong Risonhos meu objetivo foi alcançado, pois levei sorrisos a muitas criancinhas e um ombro amigo aos idosos que tão solitários viviam.

Os risonhos também me proporcionaram sorrir novamente, me proporcionaram conhecer meu clown, alguém que nem sabia que vivia dentro de mim. Quando estou triste ou quando passo por algum momento difícil, é a Lacinho de Fita que vem me alegrar e me lembrar do quanto vale a pena sorrir até mesmo nas dificuldades.

Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses”, assim dizia Rubem Alves. Posso dizer que a Ong Risonhos me ajudou a passar por uma linda metamorfose, pois hoje em minha profissão, às vezes quando ninguém está vendo, vestindo aquele jaleco branco, a Lacinho de Fita aparece e faz com que em um sorriso a esperança floresça.”

Marta Freitas (Lacinho de Fita)

E aí? Quem ficou na maior vontade de conhecer mais da nossa ONG? É só esperar! Porque temos muitas coisas boas para compartilhar!

Jéssika Karoline.