Error. Page cannot be displayed. Please contact your service provider for more details. (10)

Posts por Categoria

Você está vendo todos os posts publicados na categoria Blog.
11196337_490647567750639_2349322159949855959_n Leia mais →

Uma ansiedade incomum, um medo, um frio na barriga. Parecia que era a primeira vez, e realmente era. Passar mais de um ano sem visitar o hospital me fez perceber o quanto é importante a nossa presença naquele ambiente.

Um dia teremos que fazer uma escolha em nossas vidas, e se ainda não a fez, um dia fará. Quando optei em ter que abandonar a Risonhos por um tempo, para me dedicar aos estudos, sofri novamente com a dor da perda, e lembrei o quão dolorosa ela é.

Parafraseando Frejat: “Desejo que você tenha a quem amar/ E quando estiver bem cansado/ Ainda, exista amor pra recomeçar/ Pra recomeçar”.

Roupa (quase) nova, maquiagem modificada, nariz novo e o sentimento de amor e gratidão era o mesmo, talvez renovado pelo tempo o qual eu estive longe, mas tão próximo espiritualmente; e aquele era o momento certo e exato de voltar, era no dia em que teríamos que ser mais gratos ainda pelo amor, companheirismo e dedicação que nossas mães nos deram. E que tal dar carinho a várias pessoas, inclusive àquelas que partilham da alegria e dar dor no ambiente hospitalar tão frio?

“ – Mãe, tô indo. Vamos compartilhar ainda mais esse amor e carinho no hospital.” E fui. Cheguei com receio, e vi que o medo que estava dentro de mim era tão irrisório diante da vontade que eu tinha de estar ali, de fazer sorrir, de ser e fazer diferente. O ambiente continuava o mesmo, mas eu, não. Não é fácil voltar, mas, eu voltei.

“ – Podemos entrar?”. Quanta saudade disso tudo, melhor ainda é ouvir um “ – SIM!”.

Quão bom ouvir: “ – Feio”, “- Tem uma melancia na sua blusa?”; o “meu ridículo” nunca fora tão bem explorado e talvez nem seja isso. Talvez ali dentro eu possa ser quem realmente eu quero e que felicidade ser sempre recebido com um sorriso ou um olhar de curiosidade.

Quantos bebês, crianças, adolescentes, homens, mulheres, pessoas, sentimentos, alegrias, tristezas, esperanças, amor. Vendo que aquele medo que eu estava tendo era tão ínfimo na frente de tantas pessoas e sentimentos, percebi que eu tinha que estar ali, que aquele momento era o ideal para que aquelas pessoas ali presentes esquecessem um pouco da dor e deixassem brotar um sorriso, aquele que talvez tenha sido esquecido com o sofrimento que a vida lhes tenha proporcionado.

Posso dizer para você que me sinto renovado. E como não se sentir? Tantos abraços, sorrisos, gargalhadas, choros de rir e de emoção, tantas músicas e danças, tantos afagos, tantos “– Vem cá palhaço”, “– Obrigado por vocês terem vindo nos fazer sorrir”. Mal sabem eles quem na realidade fez o bem. Saber se doar, sem querer nada em troca é uma grande virtude do ser humano e que isso possa estar presente na vida de todos.

Com os olhos marejados eu digo para todos vocês: a dor da despedida, da perda e da saudade é muito grande, mas a emoção da volta e do recomeço supera qualquer expectativa.

FB_IMG_1432341477905

Gratidão a todos por esse dia.

E, sem esquecer: O amor sempre será o melhor caminho.

Ao acessar aquele mundo tão esperado por mim, aos poucos vi minha empolgação juvenil desacelerar. Eu, tão conhecido por ser falante, passei a ser um simples ouvinte, completamente envolvido na experiência repassada pelos mesmos. Aos poucos fui percebendo que cada uma daquelas pessoas trazia consigo traços de uma história, não somente contada, não só percebida aos seus olhos, mas sim vivida, me dando a sensação de ser parte dela. Senti-me verdadeiramente bem, tranquilo comigo mesmo.

11194628_490373414444721_7654177360270824517_o

Nunca imaginei que seria possível se sentir tão bem por se sentir pequeno. Pois sim, me sentia pequeno diante da vivência dos idosos que tive o prazer de conhecer. Diante do tanto que me era ofertado por parte deles. Queria muito retribuir de alguma forma, então o fiz, fiz o melhor que podia naquela ocasião, o melhor que tinha pra ofertar naquele momento: permaneci sendo um mero ouvinte.

Pré palhaço Felipe Benevides.

Hoje foi um dia muito especial para a ONG Risonhos. O presidente e outros dois voluntários se reuniram com 13 dos 15 pré-palhaços que vão começar a “risidência” em maio. Foram passadas informações gerais sobre os próximos passos e os pré-palhaços tiraram várias dúvidas.
O momento foi de fundamental importância para que todos ficassem cientes dos prazos de cada etapa. Foi frisado que cada pré-palhaço deve ter responsabilidade e organizar seu tempo, evitando assim que sejam eliminados por não conseguirem cumprir o cronograma no tempo determinado.
Gratidão à pré-palhaça Amanda Brenner que nos cedeu um local para o encontro e um suco de maracujá maravilhosoooo. *–*
11206819_490166021132127_3753810565085598653_o

E lá vamos a nossa próxima etapa. Novas perspectivas, novas pretensões. A fase introdutória já deixa aquele “gostinho” nostálgico. Foram laços que se formaram permanentemente. E sentindo um pouco desse ar, tivemos a ajuda de uma pré-palhaça recém introduzida na nova fase: a “Risidência”. Diria que podemos sentir um pouco disso tudo a seguir:

“Eu sempre fui muito observadora, principalmente quando chego em um local com pessoas desconhecidas. E me lembro de observar tudo no 1° encontro de pré-palhaços. No fim percebi a coisa que mais tinha me marcado: o sorriso que cada voluntário vestia, aquela expressão que mostrava o quanto nossa presença ali foi esperada. Então saí do encontro pensando na frase: “eu acho finalmente que encontrei meu lugar no mundo” hehe.
E aí nós começamos a linda jornada que tem por nome CTP. Cada dia de encontro nos revelava tantas surpresas, e o que vinha com elas foi nos mudando, nos transformando.
Teve música, danças desengonçadas, abraços, risadas, choro, alegria. Foi muita coisa, algumas impossíveis de nomear.
Pra mim, e creio que pra maioria dos pré-palhaços, saber que tínhamos pessoas maravilhosas nos ajudando e nos guiando foi essencial. Capacitadores que nos deram tanto cuidado e atenção, suas dicas e conselhos serão colocados em prática.
Terminei a CTP com a certeza de que achei um tesouro, achei uma maneira de olhar para o outro, de amar o outro, e de mudar o mundo do outro. Estou indo pra “Risidência” com o coração a mil, esperando as coisas maravilhosas que estão por vir.
E finalizo dizendo que sim, eu realmente encontrei meu lugar no mundo.
A todos que fazem parte da ONG Risonhos: meu muito obrigada.
Amanda Brenner Moura Rebouças

Por Angel Alice.

De antemão, já quero dizer que estou ciente que a maioria, senão todos, vão descer logo até o resultado. Tudo bem, já sofri esse mal de ansiar para ver meu nome ali.
Mesmo assim, na esperança que alguém veja a lista e volte para cá, ficam minhas considerações.
Tenho certeza de que cada um de vocês lembram de todo o caminho desde o primeiro dia de apresentação da ONG com tantos desconhecidos em cima e embaixo do palco, até o último dia da Capacitação Teórica e Prática (CTP, pra quem não sabe.), onde essa família está formada. Com certeza, a impressão da velocidade da passagem de tempo de cada um desde o primeiro dia que descobriram que iam ser longas oito semanas; hoje tende a passar a ser relampejantes oito semanas.

Agora, iniciamos uma nova etapa. Não menos importante, nem muito menos desinteressante. Pelo contrário, vocês hoje, começarão a colocar efetivamente em prática tudo o que foi visto e estudado. Todo o desenvolvimento interior de cada um foi para nós, capacitadores e membros da formação desse treinamento, revigorante. Cada novo raio de luz dos olhos de vocês nos fez aprender muito nesse tempo em que estivemos tentando compartilhar o que vivemos com vocês. Esperamos com muito carinho que tenhamos acendido a chama do voluntariado e do cuidar do outro. Seja dentro da ONG Risonhos ou mesmo em qualquer lugar, passando a sermos mais humanizados e atenciosos com o nosso meio.
Temos mania de ter pressa. É normal. O cotidiado é esmagador e se não corrermos atrás dos nossos sonhos e batalharmos pelo que queremos, com certeza, ficamos pra trás. Com toda essa rotina automática, acabamos deixando o cuidado e o amor de lado. O amor principalmente, em todas as suas formas. Esperando que tenhamos os ajudado a respirar melhor, a viver mais e a conseguir enxergar novamente com clareza o que nos rodeia, os deixamos com o agradecimento por nos ajudar a manter essa chama do voluntariado acesa. Vocês que mantém esse objetivo. Vocês que mantém a responsabilidade de espalhar a humanização em todos os cantos e contextos.

Pois bem, nossa segunda fase começa com os quinze primeiros chamados. Agora é a hora de ver e colocar em prática tudo o que estudamos. Se deslumbrar e se encantar com a descoberta crescente do nosso palhaço em ação. Descobrirão o verdadeiro motivo de continuar e efetivamente onde ajudar a tornar o ambiente hospitalar/institucionalizado mais leve, a vida mais leve. Somos nós que levaremos, talvez, o único sorriso do dia daquela criança. Talvez sejamos as únicas pessoas que conversarão e as olharão nos olhos, perguntando como ela se sente. Seremos, de fato, a diferença que tanto defendemos para o mundo. Mesmo ainda em treinamento, vocês serão agentes da transformação. Só depende de vocês.
Com o sentimento de que somos eternos aprendizes e gratos por cada um dos seus sorrisos que tanto nos fizeram ter cuidado em cada uma das tardes em que estivemos presentes, quero pedir que essa chame não se apague. O sentido do ser voluntário e de ser semeador de algo bom em cada uma das pessoas a nossa volta só nos faz crescer.
Obrigada novamente a cada um desses novos narizes e vamos lá pra nossa próxima fase!

Por Angel Alice

Caso seu nome não esteja entre os quinze, sabemos o quão angustiante pode ser esperar mais alguns meses para finalmente iniciar a segunda fase, mas não desanime, preparamos uma agenda cheia de reciclagens, encontros de integração e atos no abrigo que você pode e deve fazer parte.

11195432_830136417061790_1546990444_n

Atenção aos próximos passos para os classificados para a Risidência 2015.1:

28/4 – Será dado acesso interno em nosso fórum aos 15 primeiros colocados (o pré-palhaço precisa se cadastrar no fórum);
29/4 e 30/04 – Os 15 pré-palhaços devem preencher o cadastro unificado e colocar sua disponibilidade de Maio;
1/5 – Reunião com os 15 pré-palhaços para explicar sobre nosso fórum, administração, como será a “Risidência” e assinatura do termo do voluntário.

Bem-vindo ao Novo Site da Ong Risonhos. Esse é Nosso Primeiro Post depois da Nova Roupagem.

O site foi reformulado para ter um visual mais limpo, mais moderno, com tecnologia mais atual do que a que vínhamos utilizando. Mudanças são sempre bem vindas. Tudo cheirando a roupa nova, novos espaços de leitura, nova organização de menus, novo Blog interligado com todas as mídias socias que estamos atuando no dia a dia.

Agora você pode comentar nossos posts utilizando sua conta de Facebook diretamente na postagem, interagindo mais facilmente conosco. A novidade maior fica por parte da flexibilidade do layout responsivo que estamos adotando.
E o que é isso?
Nosso novo site vai se encaixar automaticamente no dispositivo de quem está acessando, seja PC, celular, tablet, etc). E quando estiverem acessando o site através de algum dispositivo móvel, smartphone ou tablet e quiserem compartilhar algum post que gostaram com contatos ou grupos do tão conhecido aplicativo Whatsapp? Interligamos nosso site ao aplicativo e agora você vai poder compartilhar tudo com a maior facilidade, basta um click!

Achou algum erro? Alguma tela não carregou bem no seu navegador do computador, smartphone ou tablet? Nos dê o feedback e colabore com o nosso novo site! Aproveitem, foi tudo feito com muito carinho, atenção para todos que apoiam e disseminam a nossa causa!

Olá,

Passando só para te lembrar de levar todos os itens pedidos nos material de leitura!
E não esqueça de levar um espelho para te ajudar na maquiagem e tudo mais o que vc for precisar ;)

espelho-resina-combers-laco-medio-verde

Te esperamos no mesmo horário e local!
Estamos ansiosos em ver vocês! <3

Olá!

Nós voluntários estamos sempre em processo de aprendizagem no nosso trabalho e, nesse processo, temos o auxílio de pessoas maravilhosas e cheias de afeto, como o Neto Holanda, que no dia 14/03 nos presenteou ao abordar o tema: “O PALHAÇO E A HUMANIZAÇÃO QUÂNTICA”.

1010152_469087836573279_5357085783472502259_n

E ele deixou um recadinho para nós:

“Não tem coisa mais linda do que um espontâneo casamento entre a razão disciplinada e emoção manifestada. Só agora consigo digerir a ideia de que palhaços e ciência podem ser bem parecidos, mesmo que seja a alucinada física quântica! No seminário, vivenciamos o invisível no visível e aprendemos que elétrons são bem mais úteis do que nos mostraram nas aulas do ensino médio! “O palhaço quebra as expectativas” – repeti com frequência –, ele transforma a realidade e quem quer que interaja com ele num co-criador de realidades. Nesse dia extraordinário, criamos com nossas experiências um universo de possibilidades e demos saltos quânticos rumo ao melhor do já que existe em nós. Foi bom sentir a fluidez das energias correndo pelas veias além do próprio sangue, foi bom sentir os indícios de uma cura interior despontar suavemente no coração… E é bom recitar o mantra sagrado do meu muito obrigado a cada espírito que, com amor, me acolheu. Um grupo curioso, mas cuidadoso; uma equipe aberta e franca – e não menos crítica: é bom encontrar bons parceiros de espécie como a galera da Risonhos. Abraços em todos!”

10993475_866946233328271_2274171291940991892_n

E, para quem quiser conferir o seu trabalho, ele estará em cartaz a partir da sexta-feira (3) o espetáculo: “Pedro que horas são?”, em Maracanaú – CE.

13201_884477678241793_5568912573940071491_n


“Suor, calor, rotina, cobranças, trânsito, relacionamento… falta de tempo, de dinheiro… e de autocuidado. Pedro é um jovem rapaz que desenvolveu uma curiosa doença: o mal de Pallal. Seus olhos pestanejam involuntariamente, seus braços não lhe obedecem no tempo correto e uma estranha percepção do tempo parece perturbá-lo irritantemente. Pedro confronta-se consigo mesmo em todo momento, tenta adequar-se ao mundo que o concebeu, mas o mundo insiste para que Pedro corra, que Pedro lute, que Pedro acorde, que Pedro durma – tudo em horários predeterminados. Nada parece funcionar… Esse jovem tem outro ritmo, um Eu próprio, um amor-próprio, uma vida para viver. E agora, o que fazer? Abu e Lume tocam a consciência com firmeza e poesia e instiga a uma reflexão sobre âmago do que significa a palavra liberdade.”

10, 15 e 17 de abril, no Teatro Dorian Sampaio – Maracanaú-CE, 17h30, R$ 8 / 4.

Neto, você disse que estará de braços abertos para quando quisermos te procurar. Nós te dizemos a mesma coisa: a ONG Risonhos estará sempre de braços abertos também.

GRATIDÃO <3

Para começar essa semana supimpa já está disponível o material de leitura para o nosso 6º encontro!

Para acessá-lo clique aqui

Bons estudos! Queremos todos afiados para sábado hein?!
Aguardamos vocês no dia 28/03 (Sábado) no mesmo horário e local.